O Menestrel

O Menestrel

 “Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se. E que companhia nem sempre significa segurança. Começa a aprender que beijos não são contratos e que presentes não são promessas.

Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

Aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo.

E aprende que, não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.

Descobre que se leva anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la…

E que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias.

E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida.

E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.

Aprende que não temos de mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam…

Percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa… por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vejamos. Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser.

Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.

Aprende que não importa onde já chegou, mas para onde está indo… mas, se você não sabe para onde está indo, qualquer caminho serve.

Aprende que, ou você controla seus atos, ou eles o controlarão… e que ser flexível não significa ser fraco, ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem, pelo menos, dois lados. Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática.

Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.

Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens…

Poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.

Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém…

Algumas vezes você tem de aprender a perdoar a si mesmo.

Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.

Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar.

Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, em vez de esperar que alguém lhe traga flores.

E você aprende que realmente pode suportar… que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida! Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar se não fosse o medo de tentar.”

 (William Shakespeare)

 

 

Artigo seguinte
Deixe um comentário

30 comentários

  1. Geovanni

     /  19 de Julho de 2011

    Snif, snif….
    Muito, muito lindo o que postou ;.;
    William me surpreende mesmo. É algo que pode ser lido a qualquer momento da vida. Acho que já compreendi a maioria desses casos. Felizmente ( ou infelizmente ) ainda não presenciei alguns deles.
    Thanks again!

  2. v5a6

     /  19 de Julho de 2011

    Geovanni :)
    Siim, é verdade, o texto é lindo. *.*
    Eu também não compreendi alguns desses casos,… mas nós ainda temos muitos caminhos a serem percorridos nas nossas vidas, e lições a serem aprendidas ^_^
    Então com certeza vamos compreender tudo isso um dia. ;)

    Bjos
    Vane

  3. Lindo! Amo Shakespeare!

  4. lindo, adorei, e que imagem tudo
    trendluxo.blogspot.com

  5. v5a6

     /  20 de Julho de 2011

    Any e Grazy :D
    Obrigada pelos comentários! ^^

    Bjos
    Vane

  6. O texto original não é de Shakespeare, e sim adaptação de um texto de Veronica Shoffstall.

  7. Já tinha visto esse texto a uns anos atrás, mas nunca canso de ler. Realmente é muito lindo. Parabéns pelo blog.

  8. Pedro

     /  22 de Julho de 2011

    Muito lindooo!

  9. Ramon Gomes

     /  22 de Julho de 2011

    Pesquisem mais antes de postar algo, galera. Essa obra NÃO é de Shakespeare. Ele só escreveu mais dois poemas além do Livro de Sonetos e das 38 peças. Essa obra é de uma escritora chamada Veronica A. Shoffstall. Esse texto seria uma tradução livre de um conto chamado “After a While”. O erro é comum, visto q ele se espalhou pela net há alguns anos atribuído erroneamente a Shakespeare. Mas não se enganem: apesar de muito bonito, esse texto não é dele.

  10. Parabéns pelo post

    Conheça o novo agregador de links http://www.surpriselink.com/Inicial nele você pode enviar links com imagem e sem imagem, enviar links com liberação imediata, widgets customizados para seu site/blog e o novo sistema de mensagens e amigos para você convidar outras pessoas a visitarem seu blog.

    Lembre-se quanto mais links você tiver na net, mais facil os buscadores acharão seu site/blog.
    Liberação de link imediata é bem melhor que ficar esperando não é? Então faça uma visita agora mesmo…

  11. Dany

     /  22 de Julho de 2011

    Realmente lindo, mas você sabia que o William Shakespeare que escreveu esse texto não é o mesmo Shakespeare de Romeu e Julieta?
    Pois é, acontece que ambos tem o mesmo nome, mas por um ser mais famoso que o outro acabou ganhando o reconhecimento de algo que não fez, interessante, não?

  12. Só uma correção, o nome do texto é; “After a while” (depois de um tempo), de Verônica Shoffstall, e não de Shakespeare como erroneamente é divulgado

  13. Pedrozo

     /  22 de Julho de 2011

    vc sabe de que obra é esse texto?ja vi outros blogs publicando o mesmo texto com autores diferentes.

  14. a vida que vivemos , o tempo que corremos , palavras em que nos encontramos…

  15. Eu tinha visto esse texto a muito tempo atrás, via uma apresentação de um Menestrel em algum lugar. Eu nunca esqueci a apresentação dele, o cara manjava muito de interpretação, e isso sempre me instigou a ser um Jester também xD pena q não deu certo =x Relendo esse texto aqui me fez lembrar dessas emoções a tanto esquecidas. Obrigado ^^

  16. adoro esse texto….muito lindo.

  17. É um texto lindo, mas não é de Shakespeare, se você observar as obras dele, verá que Shakespeare não escrevia textos de auto-ajuda. A autora deste texto é Veronica Shoffstall, é um texto em inglês, chamado After a While, que foi traduzido e adaptado para o português numa versão mais dramática e melosa. Claro, não tirando o mérito do poema, que é muito lindo, mas sempre devemos, ao máximo, manter as fontes originais, assim respeitando a autoria dos textos. Eu mesmo recitei este poema várias vezes, e muitos perguntavam se era de minha autoria, mas como disse, procuro sempre respeitar o que é do intelecto de outras pessoas. Existe um intérprete muito bom no Youtube, o nome dele é Moacir Reis, ele recitou este poema no TJSC em 2001, muito cativante, fica o link pra quem tiver interesse em ver.

    Abraços,

  18. Este texto é lindo! Mas está faltando partes aqui… me lembro que no fim tem a frase ” Plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores” E falta um pedaço no início também…

  19. alex

     /  22 de Julho de 2011

    Dizem que não é de Shakespeare.. é uma alteração de um poema de uma autora polonesa eu acho..

  20. Pode até ser bonito, mas isso não é shakespeare nem a aqui e nem na inglaterra! Esse texto é de uma autora chamada Veronica Shoffstall. Na verdade, é uma colagem do texto original dela com outros textos.

  21. Laís

     /  22 de Julho de 2011

    Eu ja conhecia esse texto, eu amo de verdadeee!!
    ‘-‘
    beijos

  22. muito lindo esse texto.Lindo mesmo!

  23. o texto é bonito, mas não é de Shakespeare, “After A While” de Shoffstall.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Um_Dia_Voc%C3%AA_Aprende_que

  24. Shakespeare simplesmente Shakespeare…

  25. Alexander Eduardo

     /  22 de Julho de 2011

    É, é muito lindo sim, mas tem várias frases aí que não são de Shakespeare!

  26. Luciana

     /  23 de Julho de 2011

    Esse texto NÃO é do Shakespeare. Não é o estilo dele, além de ter muito clichê. Isso é fato. Pesquisa aí.

  27. duka

     /  23 de Julho de 2011

    Que bom que vocês amam Shakespeare pelo que ele escreve, mas não pelo texto acima, pois a autoria não é dele. Ele apenas adaptou, para não dizer melou, o texto original que é de autoria de Veronica Shoffstall e se chama After a While.

  28. Foi Adicionado aos meus favoritos
    mt bom
    parabens

  29. Helinho

     /  24 de Julho de 2011

    Para participar da festa e, como complemento, comer uma daquelas carnes espetaculares no Mercado del Puerto.

  30. Alexander Eduardo

     /  26 de Julho de 2011

    Falou e disse: DUKA
    Matou a dúvida do: qual o compositor

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: